14 julho 2014

Bicho Verde

14 julho 2014



Oie!

Hoje estou aqui para falar mais uma vez da Alimentação Natural para Pets. Como já mencionei antes, desde 2010 eu dou comida de verdade para os meus cães. Mas isso não significa que eles comam restos das refeições humanas, pelo contrário. A comida é feita especialmente para eles. Parece que dá muito trabalho mas não é tanto assim.

Qual é a vantagem?
Na natureza, os cães e lobos comem basicamente presas inteiras, raízes e gramíneas. A idéia é se aproximar ao máximo à esta Natureza, dentro da nossa atual realidade. Veterinários consagrados mundialmente têm recomendado esta dieta para pets, principalmente quando eles apresentam problemas renais, alergias ou outros problemas que podem ser provenientes do consumo contínuo da ração.

A ração é uma alimentação criada para dar praticidade à vida de quem tem pets. É muito mais prático mesmo. Mas imagine você comer a mesma coisa todos os dias da sua vida?
Além disso a ração é muito seca, o que causa tantos problemas renais e é feita principalmente de soja e milho (transgênicos), que não são bem digeridos pelos pets.
Já li inúmeros relatos de cachorrinhos e gatinhos que melhoraram quadros deste tipo imediatamente após a mudança de dieta, da ração para a alimentação natural.
Aprendi tudo com o Cachorro Verde!




Como fazer?
Eu optei pela Alimentação Natural Crua com Ossos, então compro semanalmente a quantidade de carnes que vou precisar. Geralmente vario entre porco, boi, frango, peixe e miúdos (fígado, coração, rim). Compro as mais baratas, como pescoço e miúdos de galinha, costelas da galinha, sardinhas inteiras frescas, músculo de boi, costela de porco, pernil, etc.
É importante dar carnes com ossos (meaty bones) quase todos os dias, pois é dali que o animal vai tirar o cálcio. E também é a fórmula mágica para o cocô sair bem sequinho, praticamente sem cheiro!
É necessário congelar as carnes antes de servir aos cães. Então, separo uma variedade de carnes em potes de sorvete e vou baixando do freezer para a geladeira a cada 2 dias.




A parte dos legumes, compro semanalmente 6 tipos de legumes para os humanos e para os cachorros da casa. Escolho 2 tipos e cozinho para 4 refeições, ou seja, 2 dias. Muito fácil: lavo os legumes, corto bem grande com casca e tudo. Geralmente coloco no vapor, pra não ficar muito mole. Não uso cenoura, pois nós gostamos de usá-la como petisco.
É legal cortar os legumes em tamanhos grandes para que a refeição fique mais interessante, fazendo com que eles se esforcem para acabar com o pedaço. Não cortar tudo picadinho, a não ser por recomendação do veterinário.

Quando tudo está quase cozido, eu junto as folhas. Gosto de usar repolho e couve. Bom e barato!



Como tenho cães grandes, eu também sempre tenho arroz pronto para eles. Dou quase todos os dias. Compro arroz de cachorro, é um arroz bem menos refinado que o arroz branco, e bem mais barato. Cozinho com super pouco sal, sem lavar nem nada. Às vezes coloco açafrão, que faz bem pra eles e fica diferente. Guardo em um potão na geladeira, dura uns 2 dias.

Complementos:
Devemos adicionar um ou mais complementos como o azeite extra-virgem (anti-oxidantes e gordura), iogurte natural,  uma pitada de sal ou alho cortado em lâminas, que funciona como vermífugo.



É importante seguir as dicas do Cachorro Verde direitinho, para não faltar nutrientes para o seu cãozinho. Não pode faltar os miúdos, e temos que servir aproximadamente 50% de carne e 50% dos outros itens como legumes, cereais, vísceras e complementos. Confesso que às vezes dou uma refeição vegetariana, coloco ovo cru ou cozido para substituir a carne. Mas isso é preferência pessoal.

A quantidade a ser dada varia de bicho para bicho, é necessário ler esta página do Cachorro Verde, para analisar bem de acordo com a raça, atividade física e estilo de vida do seu cão ou gato para definir a quantidade diária que ele deve ingerir.

Também podemos notar pelo físico do bicho, se estiver magrinho aumente a quantidade, se estiver gordinho diminua.

Petiscos:
Os petiscos que damos aos cães durante o dia são: maçã, cenoura, banana, pera, às vezes bolachinhas de arroz, enfim, só coisas naturais. De vez em quando compramos petiscos do pet shop, como aqueles ossinhos Pele-foods.

Fica caro?
Após anos de experiência posso dizer que a Alimentação Natural sai mais barato do que uma ração super-premium. E se a pessoa tiver saco de for boa de buscar ofertas, pode ficar mais barato ainda. Mas lembre-se que você estará dando comida fresca, de primeiríssima qualidade ao seu pet.



Na última foto, eles: Touro - boxer de 11 meses e Toddy - labrador de 10 anos, esperando a mamãe preparar a comida deles.

Gosto de compartilhar o que é bom!!!

Beijinhos green



9 comentários:

Delsa Lima disse...

Renata tenho uma boxer mestiça, adotei faz 1 mês, ela era de rua..O vet falou que ela tem mais ou menos uns 8 meses. Eu tbm estou na busca de uma alimentação melhor para ela, até agora estava dando ração premium, e já pesquisei muito, e estava convencida a comprar a super premium achando que era a melhor opção. Mais depois que li seu post esclarecedor, estou mudando de ideia.. Vou me aprofundar no assunto tbm rss e vou olhar o site cachorro verde tbm. Obrigada.Adorei. Pois eu faço o máximo para ter uma alimentação saudável, e quero proporcionar isso pra ela tbm, afinal pq não né ? Bjs

Delsa Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RENATA RZ disse...

Olá Delsa!

Fico feliz em ter inspirado você a tentar uma alimentação natural para a sua boxer mestiça. Se você adota uma alimentação saudável, nada mais óbvio do que fazer o mesmo com seu pet.
Depois me conta o que achou. Ela, com certeza vai amar!
Beijinhos green

Delsa Lima disse...

Oi Renata, obg. Li todo o material disponível no cachorro verde sobre alimentação natural crua com ossos, e não vejo a hora de começar, e para de dar ração para ela. Minha duvida é : como você fez a transição ? Como começou ? Você alterna a crua com ossos com outra AN ? Posso começar já ? Rsss, desculpe tantas perguntas. Obrigada.

RENATA RZ disse...

Oi Delsa!
Recomenda-se realizar a transição de ração para AN (alimentação natural) gradativamente, mas confesso que eu fiz de um dia para o outro e não tive nenhum tipo de problema. Mas cada um conhece seu cão. Se for preciso, introduza alimento por alimento.
As melhores carnes com osso para iniciar são o pescoço do frango e o dorso do frango (costelas). Então comece dando o pescoço (crú) cortado ao meio ou inteiro e veja como ela reage.
Eu mesclo as refeições entre ossos e sem ossos.
Pode começar já!!!
Não esqueça de variar bastante as carnes e vegetais. E como vc tem uma boxer mestiça, acho que vale a pena tb dar arroz.
Ossos, somente crús. Congelar as carnes antes de oferecer ao pet.
E os ossos de carne de boi eles não conseguem triturar, melhor dar só os de aves e porco.
Espero ter ajudado, é bom sempre acessar o site do cachorro verde, que é completíssimo e cada vez mais atualizado. Sempre entro lá pra 'refrescar' o conhecimento.
E parabéns pela iniciativa com a sua cãzinha.
Beijinhos green

Delsa Lima disse...

Oi Renata, obg pelas dicas, sempre vou estar aqui te perguntando quando surgir alguma duvida, posso,kkkk ? Começei pela AN cozida, fiz a mudança esse final de semana e foi super tranquilo (nem precisa dizer que ela amou né) e eu tbm em ver a alegria dela . Hoje estarei comprando ossos carnudos crus para congelar, pois também quero mesclar. Só não consegui acessar a AN crua sem ossos no site do cachorro verde, acho que site está em manutenção no momento. Realmente tem muitaaa coisa legal para aprendermos lá. Li vários artigos, site completíssimo mesmo. Obg Renata, beijos.

RENATA RZ disse...

Olá Delsa,
realmente a página da AN crua sem ossos do Cachorro Verde está em manutenção. A questão é que sem comer os ossos precisa ter um complemento de cálcio. Acredito que seria uma AN cozida só que crua, já que a cozida também não vai ossos.
Pode aparecer sempre e no que eu puder ajudar, estou as ordens!

Delsa Lima disse...

Oi Renata, estou firme e forte com a AN cozida, comprei balança, guardando cascas de ovos para fazer farinha, e usando os complementos. Mais ainda achando difícil, na verdade é falta de organizar melhor mesmo, tipo fazer para semana inteira e congelar, pois estou cozinhando tudo no dia, confesso que dá um trabalhinho rss. E justamente por isso, queria mesclar as dietas, acho que a crua com ossos é mais pratica né ? A minha duvida é, posso incluir o arroz na AN crua com ossos ? Ou quando eu incluir o arroz, eu tiro os ossos carnudos e entro com o calcio ? Obrigada Renata, bjs

RENATA RZ disse...

Oi Delsa,
dá um trabalhinho, mas tenho certeza que vc vai conseguir se organizar e passar a cozinhar a cada 2 dias. A crua é mais fácil mesmo e mais indicada inclusive. Com certeza você poderá incluir o arroz na dieta crua. A dieta sem ossos é que precisa de complemento de cálcio.
Espero ter ajudado.
Bjs

Postar um comentário

Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Antoine Lavoisier
Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...