23 fevereiro 2011

48. Decida-se pelo mais natural

23 fevereiro 2011

Oiiiii gente!

A dica de hoje é para darmos mais importância, ênfase e preferência a tudo que é natural.
A tecnologia, a industrialização e o digital são maravilhas que estão aí para complementar o que a natureza já nos deu, e não substituir.

Por exemplo, por que mecanizar os partos e fazer do Brasil um líder em partos cesarianos chegando a ter hospitais com índices de 70% a 90% de cesáreas? Na Áustria, o índice nacional é de 7%.
Leia este artigo do site Amigas do Parto.

Por outro lado, nos EUA a amamentação não é muito aderida, aliás ela é até um pouco 'taboo' ou mesmo ridicularizada, já que os peitos são as armas de abate de maridos por lá.


Recentemente na Folha de SP o Dr. Drauzio Varella demonstrou estas estatísticas da incidência de asma em crianças e adolescentes:

1) A incidência aumenta à medida que as sociedades se tornam mais desenvolvidas.

2) Filhos únicos correm mais risco do que os nascidos com vários irmãos.

3) Crianças que começaram a frequentar creches ou escolas mais precocemente têm menos asma.

4) Crianças criadas nas cidades têm mais asma do que as do campo.

5) Crianças de oito anos nascidas em partos cesarianos apresentam duas vezes mais asma do que aquelas vindas ao mundo por via vaginal.

6) Quanto mais antibióticos recebe a criança, maior a incidência.


O natural é a criança brincar, conviver com crianças, andar descalça, sentir o vento e a garoa de vez em quando, por que não?
Pegou um resfriado? Apele para as Terapias Naturais, pois se seu filho tomar muito antibiótico, ainda corre o risco de ficar mais doente.



Ah! Desculpe pelo sumiço! É que 2011 começou diferente para mim, estou trabalhando agora em outra área (seguros) e dedicando bastante tempo para isso, além dos outros afazeres habituais.

Sinto muita falta de escrever aqui, mas a idéia é conseguir um tempo para programar os posts e assim ficar mais em dia..
Quero visitar os blogs que eu sigo, vou me organizar quanto a isso também, não gosto de perder as novidades!


Img.: Daisiesarelikesunshine

14 comentários:

COMANDANTE LUNETA disse...

Óptimo post! hoje em dia ninguém dá valor ao natural nem à natureza... as pessoas preferem passear nos centros comerciais (shopping) em vez de passear pelo campo ou pelas praias (mesmo de inverno)! Acho que muitos nem sabem o que é uma vaca!!!!

Bjocas

Fabi disse...

Oi Rê... que bom que voltou e que bom que está toda atarefada por aí. Menos mal que seja esse o motivo do sumiço, né. Adorei o post, viu. O Natural é sempre melhor mesmo e em tudo. Bom, passei por aqui pra dizer que deixei selinho pra você lá no meu blog, tá. Vai ter que me visitar pra pegar! Bj gde da Fabi.

Patricia disse...

Olá Renata!

Agora percebi por que andavas em busca de assuntos ligado à cesariana :) Deves ter te enganado no blog, mas posso dar meu testemunho.

Tenho dois filhos lindérrimos, hahaha, o Diogo nasceu de parto normal, com 4,190kg, a Daniela nasceu de cesariana, por que estava atravessada e não se punha em posição para nascer, pesava 4kg.

Do Diogo eu sofri, mas a recuperação foi rápida, da Daniela foi horrível, é certo que na hora do nascimento não há dores, mas a recuperação é dolorosa e longa, passados 2 anos, ainda sinto incómodo no lugar da cirurgia.

Ser mãe implica dor, faz parte, é a coisa mais natural do mundo,é uma tremenda ignorância recorrer a cesariana por ser mais cómodo. É uma cirurgia de barriga aberta, não é uma brincadeira.
Nas clínicas os médicos acham óptimo e muitos aconselham, pudera, já viu o preço de uma cesariana?

Qualquer dia adquirem filhos como quem adquire um carro novo, filho virou bem de consumo e isso é o maior absurdo.

A amamentação é outra estupidez, amamentei meus dois filhos até eles pararem por vontade própria e sinto muitas saudades deste tempo, são momentos que uma mãe à sério não esquece.

Desculpa ser tão efusiva, mas esta a faltar neste mundo, mulheres com garra, que assumem o nascimento do seu filho por inteiro, acima de tudo, respeitando o novo ser que vem ao mundo.

Nem toda mulher tem capacidade para ser mãe, se não tem competência para tal, compra um cachorrinho ué!

Filho não é brinquedo!!

Óptimo post Renata, uma chamada de atenção que merece destaque.

Beijinhos.

gisele.artes disse...

Oi, oi! Plantamos tomates cereja, guaco e tb mangericão pra usarmos aqui em casa! Cecília adora trabalhar na nossa horta em potes! bjão, gi

Adelaide Araçai disse...

Adorei as dicas... eu queria parto natural mas não tive dilatação, em compensação amamentei o tempo que ela quis, que no meu caso é até os 09 meses depois ela largou naturalmente.
E também creio que o mais natural é melhor, sem radicalismo é claro.
Abraços

Sandra Portugal disse...

Naturalmente adoro tudo por aqui!! E por isso deixei um presente para voce la no blog amanha a tarde! Passe por lá! bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Estava c saudades daqui..bela foto,otima dica! beijos..bom carnaval!! ;-)

Anabela Jardim disse...

http://anabelaemblogagenscoletivas.blogspot.com/

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá querida,

Excelente dica na postagem.
Viver mais naturalmente é disto que sinto falta.
Não sei se a industrialização chegou a ser uma coisa boa, pois confesso que tenho saudades daquele tempo dos nossos avós, aonde quase tudo era feito com mais esforço, mas se tinha prazer em fazer, entende?
Hoje se pegarmos uma adolescente para fazer algumas atividades domésticas como era naquele tempo, nossa!!! já vão desistir só pelo cansaço.
Mas, voltando para o seu texto.
Até a amamentação que é um direito do bebê, já estão tirando.
Devido á correria da modernidade, as mães estão tendo que voltar logo para seus empregos, e sem falar nas que não querem amamentar porque "acham" que vão estragar estéticamente seu corpo.
Porque a indústria da imagem, já fez uma lavagem cerebral no padrão dos corpos perfeitos que devem existir.
Enfim, sua mensagem deu uma boa reflexão do qual o preço que estamos tendo que pagar devido a industrialização.
Um grande beijo em seu coração!!!

Mamma Mini disse...

Rê querida tudo bem? adorei o post, esta relação sobre asma e partos eu não conhecia, adorei conhecer, concordo 100% em optar pelos métodos naturais antes de entrar nos radicais, um chazinho quando eu era criança curava tudo....rs, e ainda sou super adepta das terapias alternativas... que legal que está fazendo algo diferente, mas apareça sempre adoro vir aqui ver suas news super hypadas! beijooo

Sonia Guzzi disse...

Oi Renata.
Também penso, que viver de um jeito simples,é a melhor opção.
Muito sucesso na nova atividade.
Beijo, em divina amizade.
Sonia Guzzi

Anabela Jardim disse...

Esmola para São José!http://anabelanacasadavovo.blogspot.com/

Fabi disse...

Oi Rê.... você sumiu!!!! A ideia de programar postagens ainda não deu certo, né. Está tudo bem aí? Muito correria, imagino!!! Volta aqui pra blogosfera, vai. Estou com muitas saudades de você, amiga. Manda notícias, tá. Gde bj da Fabi.

Sandra Portugal disse...

excelente matéria! bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Postar um comentário

Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Antoine Lavoisier
Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...